Arraste para rodar o item

Fundado em novembro de 1846, o Banco de Portugal efetuou as suas primeiras emissões de notas a partir de setembro de 1847. As notas de 10 000 réis, pagáveis em  moeda de cobre ou bronze, contam-se entre as primeiras denominações emitidas pelo banco e são hoje extremamente raras.

10 000 RÉIS
Banco de Portugal
11-08-1848
Papel

Sabia que...

O Banco de Portugal emitia de notas do Banco de Lisboa ainda antes de iniciar as suas próprias emissões?

Em novembro de 1846, o Estado estava à beira da bancarrota e instalara-se uma crise de confiança que afetava quer o Banco de Lisboa, quer a Companhia Confiança Nacional, fortemente expostos à dívida pública. O país entrara novamente em guerra civil e as tropas da Junta Provisória do Governo Supremo do Reino, estabelecido no Porto, avançavam em direção à capital para destituir o novo governo de Costa Cabral.

Foi nesta conjuntura de fortes perturbações políticas e financeiras que surgiu o Banco de Portugal. A nova instituição, com a natureza de banco emissor e comercial, resultava da fusão entre o Banco de Lisboa e a Companhia Confiança Nacional, determinada por decreto real de 19-11-1846. Tal como o Banco de Lisboa, também o Banco de Portugal recebeu o privilégio de emissão de notas convertíveis em moeda metálica.

As emissões próprias do Banco de Portugal iniciaram-se apenas em setembro de 1847 e entre as primeiras denominações emitidas contavam-se as notas de 10 000 réis, pagáveis em moeda de cobre ou bronze. Estas notas apresentavam um desenho similar a algumas das emissões do Banco de Lisboa e reutilizavam as alegorias aos Quatro Continentes.

O papel disponível com a marca de água do Banco de Lisboa foi reaproveitado nestas emissões e a impressão carregada do verso procurava não só ocultar essa marca, mas também, de certa forma, substituí-la. Para este fim, o valor facial e o nome do novo emissor impressos no verso foram invertidos de forma a poderem ser lidos pela frente a contraluz, como se fossem uma marca de água.

Apesar de relativamente elementares, as notas de 10 000 réis desta primeira chapa continuaram a ser emitidas até julho de 1875, sendo retiradas de circulação em maio de 1876, nas vésperas da crise bancária desse ano.

Receba as novidades
do Museu do Dinheiro

Inscreva o seu email para receber novidades sobre as actividades e exposições do Museu do Dinheiro.

É obrigatória a indicação deste campo.

Obrigado.

Acabou de lhe ser enviado um e-mail para confirmar o seu registo e validar o seu endereço de e-mail.

Por favor, clique no link nesse e-mail para confirmar a sua inscrição.
Não foi possível subscrever o seu email. Por favor tente mais tarde.