Within/Beyond Borders

Within/Beyond Borders - A coleção do Banco Europeu de Investimento no Banco de Portugal

Exposição temporária que ocorreu entre 17 de maio e 4 de setembro de 2014.

A partir de uma seleção das mais notáveis obras da coleção de arte contemporânea do Banco Europeu de Investimento, a exposição Within/Beyond Borders assinalou a abertura ao público do espaço de exposições do Museu do Dinheiro do Banco de Portugal, instalado na antiga Igreja de São Julião, em pleno centro histórico de Lisboa.

A reabilitação da antiga Igreja de São Julião foi um dos mais relevantes projetos de recuperação urbanística realizados na Baixa Pombalina nos últimos anos e demonstra o empenho do Banco de Portugal em oferecer à comunidade um espaço de fruição cultural.

O tema da exposição Within/Beyond Borders (“aquém e além-fronteiras”) falou por si e suscitou a reflexão sobre a capacidade da União Europeia (UE) de criar sinergias, reconhecendo simultaneamente as potencialidades únicas de cada país.

A coleção de arte do Banco Europeu de Investimento fornece uma perspetiva abrangente da arte contemporânea europeia, refletindo as diferentes vivências e expressões artísticas na Europa. Inclui obras de autores europeus de várias nacionalidades, em diversos suportes, incluindo dos portugueses Julião Sarmento, Pedro Cabrita Reis e Pedro Calapez.

O tema da exposição e as ideias subjacentes: Explorar o conceito de fronteiras através da arte da UE no pós-guerra. A abordagem temática – Within/Beyond Borders (“aquém e além-fronteiras”) – prestou-se a um exame abrangente da evolução da arte europeia ao longo do último meio século.

A ideia de fronteiras – reais ou imaginárias, físicas ou mentais – encontrou-se omnipresente nesta exposição.
Uma fronteira pode ser vista como delineando espaço, tempo e discurso. Presta-se a pensamentos diferentes sobre disciplina ou confinamento, por um lado, e exploração inovadora ou ruturas, por outro. A seleção de obras de arte apresentadas nesta exposição pretendeu explorar ambos os ângulos; deu exemplos do atravessar de fronteiras ou passar limites – territoriais, intelectuais ou artísticos. Também investigou as noções de limitações espaciais e visuais e de confinamento. Ao fazê-lo, confrontou o já explorado com o ainda largamente por explorar.

Composta por 28 obras de arte, a exposição ofereceu exemplos de trabalhos que são atualmente considerados obras principais em termos históricos, como outros que são ainda consideradas trabalhos mais experimentais. Para indicar a diversidade da produção artística europeia, a exposição apresenta uma grande variedade de artistas da UE que trabalham com meios de expressão diversificados – pintura, escultura, fotografia, instalação de luz e trabalho sobre papel.

 

Ficha técnica 

Coordenação e programação da exposição
Banco de Portugal – Núcleo do Museu
BEI – Banco Europeu de Investimento

Produção
Banco de Portugal
BEI – Banco Europeu de Investimento

Comunicação, tradução e revisão, design gráfico, apoio técnico, segurança
Banco de Portugal

Iluminação
Vitor Vajão

Construção
PMJ Construções, Lda.

Transporte e Instalação
Iterartis – Serviços para Museus e Transportes de Arte, Lda.

Seguros
Lusitania Seguros

Informações

Exposição temporária que ocorreu entre 17 de maio e 4 de setembro de 2014.
A exposição Within/Beyond Borders assinalou a abertura ao público do espaço de exposições do Museu do Dinheiro do Banco de Portugal.

À data apenas o Núcleo de Interpretação da Muralha de D. Dinis tinha recentemente inaugurado ao público.

Mais informações para info@museudodinheiro.pt ou +351 213 213 240

Receba as novidades
do Museu do Dinheiro

Inscreva o seu email para receber novidades sobre as actividades e exposições do Museu do Dinheiro.

É obrigatória a indicação deste campo.

Obrigado.

Acabou de lhe ser enviado um e-mail para confirmar o seu registo e validar o seu endereço de e-mail.

Por favor, clique no link nesse e-mail para confirmar a sua inscrição.
Não foi possível subscrever o seu email. Por favor tente mais tarde.