S. Julião: memórias da antiga igreja

S. Julião: memórias da antiga igreja

Exposição temporária que ocorreu entre 28 de fevereiro 2013 e 31 de maio 2013.

No ano em que a Igreja de Nossa Senhora Fátima comemorou 75 anos, da sua inauguração, a Comissão Executiva das Comemoração propôs ao Banco de Portugal organizar uma exposição que evocasse a memória da antiga Igreja de S. Julião através dos artefactos religiosos que lhe pertenceram, entre espólio documental, alfaias litúrgicas, esculturas, mobiliário, paramentaria e um conjunto de fotografias datáveis de 1930, num total de 80 objetos.
A relação entre as duas Igrejas é indissociável, na medida que, com o valor da venda da Igreja de S. Julião foi construída a Igreja de Nossa Senhora de Fátima.

A Igreja de S. Julião foi vendida em 1933, pela proprietária, a Arquiconfraria do Santíssimo Sacramento, ereta na referida Igreja, ao Banco de Portugal para nela serem instalados vários serviços. Com a verba assim obtida a Arquiconfraria adquiriu o terreno onde viria a ser construída a Igreja de Nossa Senhora de Fátima, nas Avenidas Novas, em Lisboa; por este motivo parte significativa do espólio foi transferido para a nova Paróquia, ali se conservando até aos nossos dias.

 

Curadora
Natália Correia Guedes

Coordenação geral
Banco de Portugal e Paróquia de Nossa Senhora de Fátima

Produção executiva
Banco de Portugal e Paróquia de Nossa Senhora de Fátima

Arquitetura e projeto museográfico 
Célia Anica com colaboração de Helder Magalhães

Projeto gráfico e comunicação 
Departamento de Serviços de Apoio/Banco de Portugal

Coleção
Arquiconfraria do Santíssimo Sacramento das Freguesias de S. Julião e de Nossa Senhora do Rosário de Fátima de Lisboa

Parceiros institucionais
Governo de Portugal - Secretaria de Estado da Cultura
MNAA - Museu Nacional de Arte Antiga

Seguros
Lusitania | Grupo Montepio

Informações

Exposição temporária que ocorreu entre 28 de fevereiro 2013 e 31 de maio 2013, no âmbito da celebração dos 75 anos da Igreja de Nossa Senhora de Fátima.

À data o Museu do Dinheiro e o Núcleo de Interpretação da Muralha de D. Dinis ainda não tinham aberto ao público, apenas encontrando-se visitável a nave da antiga igreja.

Mais informações para info@museudodinheiro.pt ou +351 213 213 240

Receba as novidades
do Museu do Dinheiro

Inscreva o seu email para receber novidades sobre as actividades e exposições do Museu do Dinheiro.

É obrigatória a indicação deste campo.

Obrigado.

Acabou de lhe ser enviado um e-mail para confirmar o seu registo e validar o seu endereço de e-mail.

Por favor, clique no link nesse e-mail para confirmar a sua inscrição.
Não foi possível subscrever o seu email. Por favor tente mais tarde.