Arquivo - Luís Silveirinha

Exposição temporária que ocorreu entre 23 de março e 24 de julho de 2017.

 

No âmbito do Plano Tangente um programa de exposições temporárias do Museu do Dinheiro que visou a divulgação da criação artística emergente, nas suas várias disciplinas. O programa contemplou a apresentação do trabalho de artistas portugueses contemporâneos, em diálogo com a arquitetura do museu e as suas coleções.

 

Em "Arquivo", Luís Silveirinha propôs criar uma outra ordem dos elementos do Museu do Dinheiro, através uma coleção de desenhos que reinterpreta as moedas da coleção.

A transformação ocorreu no papel e do desenho, aí o artista decompôs o acervo e criou distintas e enigmáticas relações entre os elementos; registou, transformou, anulou e subverteu o discurso da coleção e do museu, gerando um espólio imaginário, um arquivo de imagens sobre a iconografia da numismática, do poder e do desejo.

As formas multiplicaram-se e surgiram ora isoladas, como num alfabeto pictórico, ora amontoadas, numa lógica aditiva e mutante. Os desenhos, de pequeno ou de grande formato, mostram o lado A e o lado B, a cara e a coroa, a sorte e o azar, a avareza e a fortuna, e dão expressão à dualidade do dinheiro representada numa série sobre a iconografia da numismática, do poder e do desejo.

No processo de subtração da matéria (esgrafito), estes desenhos surgiram sobre discos de vinil e de madeira. Os suportes aludiam à noção de circulação da moeda, transitoriedade, viagem e movimento. Sobre os círculos, figuras, silhuetas, objetos-símbolos, letras ou fantasmas, dançam ao som de uma melodia imaginária, emergindo da superfície negra ao ritmo da repetição.

Neste registo Silveirinha gerou um novo espólio, surreal, exótico, imaginário.

 

Ficha técnica

Coordenação geral, produção executiva, montagem e iluminação de exposição 
Museu do Dinheiro - Departamento de Serviços de Apoio/Banco de Portugal

Arquitetura, projeto museográfico, gráfico e comunicação 
Departamento de Serviços de Apoio/Banco de Portugal

Estruturas e manutenção
Departamento de Serviços de Apoio/Banco de Portugal

Tradução
José Roseira

Segurança
Departamento de Serviços de Apoio/Banco de Portugal

Informações

Exposição temporária que ocorreu entre 23 de março e 24 de julho de 2017.
Inicialmente, esta exposição inicialmente estava prevista terminar a 10 de junho, mas devido ao elevado interesse optou-se por prolongá-la.

No âmbito do Plano Tangente um programa de exposições temporárias do Museu do Dinheiro que visou a divulgação da criação artística emergente, nas suas várias disciplinas. O programa contemplou a apresentação do trabalho de artistas portugueses contemporâneos, em diálogo com a arquitetura do museu e as suas coleções.

Durante o decorrer da exposição ocorreu uma visita orientada por Luís Silveirinha e João Silvério.

Mais informações para info@museudodinheiro.pt ou +351 213 213 240

Receba as novidades
do Museu do Dinheiro

Inscreva o seu email para receber novidades sobre as actividades e exposições do Museu do Dinheiro.

É obrigatória a indicação deste campo.

Obrigado.

Acabou de lhe ser enviado um e-mail para confirmar o seu registo e validar o seu endereço de e-mail.

Por favor, clique no link nesse e-mail para confirmar a sua inscrição.
Não foi possível subscrever o seu email. Por favor tente mais tarde.