“Lisboa, Crónica Anedótica” de José Leitão de Barros | Cine-concerto com Ricardo Gordo

entrada livre

“Lisboa, Crónica Anedótica” de José Leitão de Barros | Cine-concerto com Ricardo Gordo | M/6

1930 | Portugal | 95 min. | Com: Beatriz Costa, Eugénio Salvador, Vasco Santana

Sexta-feira, 3 de dezembro, às 21h00

No âmbito do Salão Piolho, iniciativa da Fundação INATEL em parceria com o Museu do Dinheiro, apresenta-se a longa-metragem de Leitão de Barros (1896-1967), um filme extraordinário que combina influências estéticas e tradições artísticas tão diferentes como a reportagem jornalística, o teatro de revista, ou as vanguardas cinematográficas europeias.

A primeira longa-metragem de Leitão de Barros (1896-1967) é um filme extraordinário que combina influências estéticas e tradições artísticas tão diferentes como a reportagem jornalística, o teatro de revista, ou as vanguardas cinematográficas europeias.

“Lisboa, Crónica Anedótica” é um retrato único da vida cultural lisboeta no final dos anos 1920 que combina cenas documentais com sequências encenadas em que participaram mais de 40 atores e atrizes, entre os quais alguns dos nomes mais importantes da história do teatro português como Chaby Pinheiro, Vasco Santana, Nascimento Fernandes, Estevão Amarante, Erico Braga, Berta Bívar, Augusto de Melo, Alves da Cunha, e muitos outros”.
Fonte: Cinemateca Portuguesa

 

Sobre Ricardo Gordo
Considerado novo valor da Guitarra Portuguesa e Primeiro Mestre no ensino deste instrumento. Conhecido pela mescla entre a guitarra portuguesa e sonoridades alternativas, seja com Dulce Pontes ou Stereossauro, apresenta aqui a sua visão (ou audição) sobre o filme "Lisboa, Crónica Anedótica", com influências que exploram o fado de Alfama, o choro da guitarra de Coimbra, cruzados com a ambientes eletrónicos.

Informações

Cinema
“Lisboa, Crónica Anedótica” de José Leitão de Barros | Cine-concerto com Ricardo Gordo | M/6

Sexta-feira, 3 de dezembro, às 21h00 (95 min.)

Entrada gratuita sujeita à lotação do espaço.

Reservas: 210 027 148 | 210 027 154

Levantamento de bilhetes: Os bilhetes devem ser levantados no próprio dia no Museu do Dinheiro, entre as 19.30h e as 20.30h.

Abertura de portas às 20h.

Os bilhetes que não sejam levantados até às 20h30 serão libertados e cedidos a pessoas interessadas.

Para todos os públicos (>6 anos)

Mais informação para info@museudodinheiro.pt ou +351 213 213 240

Veja também:

Receba as novidades
do Museu do Dinheiro

Inscreva o seu email para receber novidades sobre as actividades e exposições do Museu do Dinheiro.

É obrigatória a indicação deste campo.

Obrigado.

Acabou de lhe ser enviado um e-mail para confirmar o seu registo e validar o seu endereço de e-mail.

Por favor, clique no link nesse e-mail para confirmar a sua inscrição.
Não foi possível subscrever o seu email. Por favor tente mais tarde.