Até 23-02-2020

O Leal do Porto de D. Afonso V

entrada livre

Pela primeira é apresentada ao público uma moeda de prata única de D. Afonso V.

Uma moeda única
O leal de prata de D. Afonso V cunhado no Porto é uma peça ímpar da numismática portuguesa. Atualmente, conhece-se apenas um exemplar, proveniente de uma coleção nacional. Esta moeda permaneceu desconhecida dos principais estudos e catálogos de numismática portuguesa. É aqui apresentada ao público pela primeira vez. 

A história dos leais
O leal de prata foi uma moeda cunhada em Portugal nos reinados de D. Duarte e D. Afonso V. Terá sido criado em 1434-1435, correspondendo a uma fase de estabilização monetária do reino, depois de 5 décadas de fortes desvalorizações.
Segundo a carta régia de 30-11-1436, o seu valor inicial era de 10 reais brancos. Considerando as dificuldades do reino em captar prata, o rei isentava da dízima alfandegária toda a prata importada com destino à casa da moeda até 1439.
O entesouramento e drenagem dos leais para o exterior levaram o Infante D. Pedro, regente em nome de D. Afonso V, a ordenar a elevação do seu valor legal para 12 reais brancos em 1441. O leal terá sido a única moeda de boa prata (lei de 91,6%) cunhada em Portugal entre os finais de 1385 e c. 1463.
No Porto, em 1441, 1 leal permitiria comprar 1 alqueire de trigo ou 2 almudes de vinho; em 1449, 15 a 17 leais comprariam na mesma cidade 1 milheiro de sardinhas.

 

Informações

Exposição temporária
O Leal do Porto de D. Afonso V
De 27 de novembro 2019 a 23 de fevereiro 2020

Visita pelo curador João Vieira, sábados, 7 de dezembro e 18 de janeiro, às 15h00 (60 min.)

Marcação prévia
Adultos e jovens (>14 anos)

Outras visitas orientadas por marcação

Mais informações para info@museudodinheiro.pt ou +351 213 213 240

Receba as novidades
do Museu do Dinheiro

Inscreva o seu email para receber novidades sobre as actividades e exposições do Museu do Dinheiro.

É obrigatória a indicação deste campo.

Obrigado.

Acabou de lhe ser enviado um e-mail para confirmar o seu registo e validar o seu endereço de e-mail.

Por favor, clique no link nesse e-mail para confirmar a sua inscrição.
Não foi possível subscrever o seu email. Por favor tente mais tarde.